Início » Câncer de Próstata » Como a conscientização pode contribuir para o Novembro Azul

Como a conscientização pode contribuir para o Novembro Azul

novembro azul

Novembro é um mês um tanto quanto especial para os especialistas em urologia. Afinal, este período é marcado pela campanha “Novembro Azul”, que vem reforçar a orientação dos médicos sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata. 

Todos os anos, milhares de homens são diagnosticados com tumor de próstata e muitos deles não conseguem se curar da doença, pois o diagnóstico aconteceu quando a doença estava em fase avançada.

Por isso, além da divulgação dos tratamentos aplicados atualmente, dentre eles, a cirurgia robótica, o Dr. Luiz Takano enfatiza neste artigo como a conscientização pode contribuir para o Novembro Azul e para o tratamento do câncer prostático

Incidência de câncer de próstata no Brasil

Segundo dados do Inca – Instituto Nacional do Câncer, o câncer de próstata é o segundo mais incidente entre homens no país. Além disso, é a segundo tipo de câncer que mais mata no Brasil. 

Há diversas formas de tratarmos essa doença: cirurgia robótica, radioterapia, ultrassom de alta frequência (HIFU) e, eventualmente a terapia de privação hormonal e a quimioterapia. 

Embora muitos recursos possam ser aplicados para o tratamento, as chances de cura são claramente maiores quando o diagnóstico ocorre logo na fase inicial do tumor.

Por isso, é tão importante realizar consultas periódicas e exames preventivos. Afinal, o PSA e o exame de toque permitem descobrir o câncer ainda em estágio inicial, tornando possível iniciar o tratamento precocemente.

Diagnóstico preventivo

Recomenda-se que o homem realize consultas para check-up a partir do momento em que iniciar vida sexual. Obviamente existem aspectos mais importantes para cada faixa etária e os exames solicitados para um jovem de 18 anos é diferente daqueles solicitados para um senhor de 70 anos. 

Especificamente em relação ao câncer de próstata, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), oriento consultar o urologista para todos os homens a partir de 50 anos. Já pacientes com histórico da doença na família devem passar pela primeira consulta por volta dos 45 anos.

Caso haja forte histórico familiar, com 3 gerações sucessivamente acometidas pela doença ou mesmo 2 gerações, mas pacientes diagnosticados com menos de 50 anos, recomenda-se iniciar as consultas aos 40 anos, pois pode haver uma mutação genética de transmissão hereditária levando ao desenvolvimento do câncer de próstata.

Além dos exames de toque retal e de sangue, o PSA, outro exame que se mostra de suma importância para o diagnóstico do câncer prostático é a ressonância nuclear magnética multiparamétrica da próstata, que indica se há presença de alterações relacionados ao câncer de próstata.

É preciso lembrar que esse exame não permite dizer se há ou não câncer. Ele indica se há risco maior ou menor da doença e pode eventualmente evitar a realização de biópsia de próstata, caso o risco de câncer seja baixo. 

Tratamento com prostatectomia robótica 

A cirurgia robótica é um dos principais tratamentos utilizados na atualidade para a remoção do tumor de próstata. Um procedimento menos invasivo, que promove vários benefícios para o paciente – rápida recuperação, menor sangramento e menores riscos de sequelas. 

Feito com ajuda de um robô, o médico se posiciona em uma cabine, de onde comanda a câmera e os braços robóticos utilizados na cirurgia. Esses braços robóticos são inseridos no abdome do paciente por meio de pequenas incisões. 

Neste tipo de procedimento, a cirurgia dura em média 2 horas e o perído de internação é reduzido para 24-48h. 

Para recorrer a esse moderno tratamento, procure um médico especialista no procedimento e habilitado para realizar a cirurgia robótica de câncer de próstata.

Então, se você quer ter um bom especialista cuidando do seu caso entre em contato conosco hoje mesmo! Assim podemos ver qual é o melhor caminho de tratamento para seu procedimento!

Dr. Luiz Takano <meta name="author" content="Doutor Luiz Takano, Médico Urologista. CRM 119.898">

Dr. Luiz Takano

Urologista – CRM 119.898
Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia.
Formação em Cirurgia Urológica Robótica na Johns Hopkins School of Medicine.

Agende sua consulta

Outros Artigos