A importância do Urologista na prevenção do câncer de próstata

A importância do Urologista na prevenção do câncer de próstata

Navegue por tópicos:

Quando o assunto é câncer de próstata, muito se fala sobre opções de exames avançados e tratamentos modernos. Mas pouca importância se dá ao papel do médico urologista desde a suspeita da doença.

Solicitação dos exames adequados para o diagnóstico, o tratamento por meio de cirurgia robótica ou outras formas, até o acompanhamento após esse tratamento. 

O médico urologista tem uma função crucial, não apenas no tratamento do câncer de próstata, como também no diagnóstico precoce desse câncer e outras doenças urológicas. 

Se você ainda não está convencido da importância de realizar consultas com um bom médico urologista em SP, você precisa continuar lendo este post do Dr. Luiz Takano — Especialista em Urologia Minimamente Invasiva

Dados sobre o câncer de próstata no Brasil

Antes de abordarmos o papel do urologista na detecção do câncer de próstata, vamos entender melhor o cenário da doença no Brasil.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), a cada 38 minutos, um homem morre no país por conta do câncer de próstata.

Aliás, esse é o segundo tipo de câncer mais comum, ficando logo atrás dos tumores de pele. Ainda segundo o INCA, entre o período de 2020 e 2021, são previstos 65.840 novos casos de câncer de próstata no Brasil. 

E devemos lembrar que a maior parte desses casos são silenciosos, não apresentam sintomas em sua fase inicial, justamente o estágio que as chances de cura são maiores. Os sintomas geralmente ocorrem quando o câncer já invade estruturas vizinhas ou alcançou órgãos à distância.

Por que se consultar com um urologista?

Já explicamos que os homens não fazem as consultas de rotina com um médico urologista com a frequência recomendada.

A questão cultural certamente ainda influencia esse comportamento. Para conscientizar os homens sobre a importância do câncer de próstata e das visitas de rotina ao urologista, existem campanhas como o Novembro Azul.

Além do aspecto cultural, o medo de descobrir uma doença ou mesmo do exame de toque retal afastam os pacientes das consultas e, por consequência, da possibilidade de prevenir e tratar as doenças urológicas com mais eficiência. 

Exame de toque: o preconceito que prejudica o diagnóstico

Para detectar problemas na próstata, o médico deve, ao menos, fazer exame de toque retal e solicitar o exame de sangue PSA. 

Embora o exame de toque seja desconfortável,  não é doloroso e traz muitas informações importantes sobre a próstata como tamanho, limites, superfície, consistência e presença de nódulos. Assim, o toque retal é fundamental na investigação do câncer.

Por quê procurar um bom profissional urologista?

O câncer de próstata pode provocar alterações discretas nos exames de toque e de PSA que podem passar despercebidas por um médico menos experiente, o que o impede de solicitar exames no momento adequado para detecção do câncer em estágio precoce. 

Além disso, procurar um bom urologista é importante para que o paciente receba um atendimento humanizado, tornando positiva a experiência da consulta. 

Boa formação e experiência permitem ao médico indicar o tratamento mais adequado para o paciente. Segurança e demonstração de conhecimento permitem, ao paciente, desenvolver confiança em seu médico e melhor adesão ao tratamento. 

Portanto, se você quer contar com um especialista em urologia minimamente invasiva para fazer seu tratamento, agende hoje mesmo uma consulta com o Dr. Luiz Takano!

Dr. Luiz Takano <meta name="author" content="Doutor Luiz Takano, Médico Urologista. CRM 119.898">

Dr. Luiz Takano

Urologista – CRM 119.898
Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia.
Formação em Cirurgia Urológica Robótica na Johns Hopkins School of Medicine.

Agende sua consulta

Outros Artigos