Início » Cirurgia a Laser » Quais alimentos fazem mal para quem teve cálculo renal?

Quais alimentos fazem mal para quem teve cálculo renal?

alimentos fazem mal para quem teve cálculo renal

Quem sofre com problemas de cálculo renal pode contar com os avanços da medicina para tratar as pedras nos rins de forma rápida e segura.

A cirurgia a laser de pedras nos rins, por exemplo, é um dos procedimentos mais utilizados atualmente, sendo minimamente invasivo e muito eficaz

Contudo, é importante ressaltar que, além de tratamento, os cálculos renais também podemos prevenir que eles se formem.

Para isso, bastam alguns simples cuidados na alimentação, cortando alguns alimentos que podem fazer mal para sua saúde renal. Confira mais detalhes sobre este assunto neste artigo do Dr. Luiz Takano

Cálculo renal: quais alimentos evitam essa doença?

Antes de explicarmos mais sobre os alimentos que devem ser evitados, é importante também destacar o que pode ser incluído na dieta diária para manter os rins funcionando em perfeitas condições. 

A primeira dica é beber muita água – pelos menos 2,5 litros por dia. A água, certamente, é a principal fonte de hidratação do corpo, ajudando a evitar a formação das pedras nos rins. É preciso lembrar que esse consumo deve ser distribuído ao longo do dia. 

Além disso, ingerir suco de limão ou de laranja é uma excelente forma de proteger seus rins contra a formação de cálculos, pois as frutas cítricas, como o nome sugere, tem bastante ácido cítrico, substância que naturalmente evita que cristais se juntem na urina e criem pedras. 

Que tipo de alimento deve ser evitado por pacientes com pedras nos rins?

A maior parte dos cálculos renais são  compostos por oxalato de cálcio e ácido úrico. 

Podemos evitar a formação dessas pedras, evitando o consumo exagerado de proteínas, sobretudo carnes, pois esses alimentos podem aumentar a produção de ácido úrico e alterar a acidez urinária. 

Evite alimentos com muito sódio

Além disso, é essencial evitar colocar muito sal na comida, já que o sódio – componente do sal – induz à deposição de sais no organismo.

Mas não é somente o sal, há muitos alimentou-se que têm alto teor de sódio:

  • Macarrão instantâneo;
  • Sucos prontos;
  • Embutidos;
  • Molhos para salada;
  • Carnes processadas (presunto, bacon, mortadela, apresuntado e linguiça, que são ricos em sal).

É muito importante ressaltar que, embora a maior parte dos cálculos seja composta de cálcio, NÃO devemos evitar o consumo de alimentos ricos nessa substância. Em outras palavras, o paciente com pedra nos rins pode e de tomar consumir leite e derivados.

O cálcio e oxalato vindos da alimentação se juntam no intestino, formando um sal que não é absorvido.

Quando o paciente deixa de consumir cálcio, há mais oxalato “livre” que é absorvido e continua formando pedras nos rins. 

Mantendo os cuidados na alimentação e uma rotina de vida mais saudável é possível impedir a formação das pedras e outros problemas de saúde. Mas se elas já existem e estão causando dor, o recomendado é procurar seu médico urologista, que poderá indicar a cirurgia a laser pedra nos rins.

Para saber como funciona a cirurgia a laser e qual o preço da cirurgia a laser pedra nos rins, entre em contato e agende sua consulta com o Dr. Luiz Takano!

Dr. Luiz Takano <meta name="author" content="Doutor Luiz Takano, Médico Urologista. CRM 119.898">

Dr. Luiz Takano

Urologista – CRM 119.898
Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia.
Formação em Cirurgia Urológica Robótica na Johns Hopkins School of Medicine.

Agende sua consulta

Outros Artigos