Consumo excessivo de soja pode levar à formação de pedras nos rins

Alimentos com soja podem causar pedras nos rins

Navegue por tópicos:

Sabemos que alimentação rica em sal e carnes pode favorecer a formação de pedras nos rinsDesse modo, muitas pessoas passaram a consumir alimentos considerados mais saudáveis, como a soja. 

No entanto, pesquisadores descobriram que o consumo excessivo de soja pode levar à formação de pedras nos rins. Saiba mais sobre este assunto aqui no blog do Dr. Luiz Takano Especialista em Urologia Minimamente Invasiva!

Alimentos à base de soja e a formação de pedras no rins

O consumo de alimentos que utilizam soja em sua composição vem aumentando de modo importante, sobretudo devido ao seu alto valor nutricional.  

Embora alimentos desse tipo apresentem altas concentrações de fitato, possuem também elevadas quantidades de oxalato. Enquanto o fitato é um inibidor da formação de pedra nos rins, o oxalato é um componente usual de cálculos renais de (oxalato de cálcio).

Desse modo, alimentos de soja com pouco fitato e muito oxalato podem favorecer a formação de pedra nos rins

Como foi feito o estudo sobre a formação de pedras nos rins?

Os pesquisadores avaliaram 30 alimentos industrializados à base de soja. 

Esses alimentos apresentavam, muitas vezes, quantidades de oxalato muito maiores que de fitato, o que poderia favorecer a formação de pedras no rins. 

Farinha de soja, proteína vegetal de soja texturizada e manteiga de soja apresentaram concentrações elevadas de oxalato, enquanto tofu e leite de soja apresentaram baixas quantidades da substância. 

Conclusão 

Para pacientes que possuem propensão à formação de pedra nos rins, é fundamental avaliar com cuidado a composição de alimentos, mesmo aqueles considerados saudáveis. 

Produtos com maior concentração de fitato que oxalato podem evitar a formação de pedras nos rins, ao passo que alimentos com maior concentração de oxalato podem favorecer a formação dos cálculos renais

Cirurgia a laser para pedra nos rins

A boa notícia é que existe uma forma eficaz e minimamente invasiva para tratar pedra nos rins. A ureterorrenolitotripsia flexível é um procedimento em que  uma câmera, fina e flexível é introduzida através da uretra, passa pela bexiga e alcança o rim. Esse aparelho é controlado pelo cirurgião e permite olhar para cima, para baixo, para direita e esquerda. Isso garante uma exploração minuciosa e completa do rim.

pedra nos rins

Identificadas as pedras, introduz-se uma fibra de laser pelo equipamento e pulverizamos os cálculos renais. O paciente recebe alta no mesmo dia da cirurgia.

Mas, para saber se esse procedimento com laser é propício para o seu caso, agende uma consulta com o Dr. Luiz Takano!

Dr. Luiz Takano <meta name="author" content="Doutor Luiz Takano, Médico Urologista. CRM 119.898">

Dr. Luiz Takano

Urologista – CRM 119.898
Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia.
Formação em Cirurgia Urológica Robótica na Johns Hopkins School of Medicine.

Agende sua consulta

Outros Artigos